FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Décimo Sete Encontro da Confraria Reinações



Existe, aqui no Rio de Janeiro, um evento mensal muito legal, de leitura e discussão de textos infantis e juvenis, nos moldes dos já conhecidos book clubs americanos e europeus.
Chama-se Confraria Reinações Cariocas e é aberto a todos escritores e leitores que queiram participar. Até hoje foram 16 encontros, sendo que o próximo já está marcado para o dia 20 de dezembro, às 19hs, na Biblioteca Popular Municipal de Botafogo Machado de Assis, localizada na Rua Farani 53.
O 17º Encontro da Confraria Reinações terá como tema a poesia de José Paulo Paes.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Seminário Mobilidade Urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro 2011



Criar um amplo fórum popular permanente para propor soluções que atendam às necessidades da população relacionadas ao transporte caótico do Rio de Janeiro. Este é o principal objetivo do Seminário de Mobilidade Urbana na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, que acontece no próximo dia 10, a partir das 9 horas, no 24º andar do Clube de Engenharia (Av. Rio Branco, 124, Centro).

A região metropolitana fluminense tem 19 municípios e 11, 8 milhões de habitantes. Para a mobilidade destas pessoas são utilizados diversos meios de transporte, entre eles ônibus, trens, metrô e barcas. Como os governos do estado e as prefeituras agem com descaso em relação à população, os serviços são de péssima qualidade. Daí a importância do seminário, organizado entre outras entidades, pelo Departamento de Transporte do Clube de Engenharia, Federação das Associações de Moradores do Município do Rio de Janeiro, Conselho Regional de Engenharia (Crea-RJ), associações de moradores e sindicatos. A privatização das barcas, metrô e trens, por exemplo, durante o governo Marcello Alencar (PSDB), só enriqueceu os grupos concessionários, piorando a situação dos serviços. A renovação e a extensão das concessões de metrô e trens à iniciativa privada, definidas este ano por Cabral Filho, foram um crime contra a população.

Superlotação

Os problemas são muito graves. As barcas sempre foram um transporte seguro, pontual e muito barato. Com a privatização as linhas passaram a apresentar atrasos constantes e os preços tornaram-se exorbitantes. Os problemas são tão grandes que foram investigados por uma CPI em 2010, o que poderá se repetir este ano a partir de novos acidentes, o mais recente do catamarã que, vindo de Niterói, se chocou com o cais da Praça Quinze, na última segunda-feira (28/11).

A frota de 16 mil ônibus é insuficiente para atender aos deslocamentos. A maioria das linhas trafega com veículos superlotados durante o dia. À noite passam a ser muito raros. São velhos (média de mais de 5 anos) e enguiçam provocando engarrafamentos. Os trens, com a privatização, passaram para a Supervia. Estão constantemente atrasados, com maquinário velho e sucateado, quentes (dos 158 em circulação só 36 têm ar-condicionado), caros, com panes sistemáticas e superlotados. Os usuários são agredidos por conta disto, como aconteceu em abril de 2009, no episódio lamentável conhecido como “trem da chibata”. No Metrô, os vagões também vivem superlotados, com alta temperatura nas estações e, muitas vezes, dentro das composições. Acidentes tornaram-se comuns. Nada disto, no entanto, impediu que o governador Cabral Filho criminosamente renovasse por mais 20 anos a concessão ao grupo privado que administra o serviço. Já o contrato da Supervia, que terminaria em 2023, foi prorrogado por Cabral até 2048.

Seminário de Desarmamento, Controle de Armas e Prevenção à Violência


A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) e o Sistema das Nações Unidas no Brasil realizarão no dia 12 de dezembro (segunda-feira), às 10h, o Seminário de Desarmamento, Controle de Armas e Prevenção à Violência, em comemoração do Dia dos Direitos Humanos 2011. O evento será no Palácio Tiradentes (sede da ALERJ).
O seminário contará com a participação de diversas organizações, como o Ministério da Justiça, a Secretaria de Políticas para as Mulheres, a Frente Desarma Brasil, o Instituto Sou da Paz e o Viva Rio, além de diversas autoridades e especialistas no assunto – como o convidado especial Sérgio Duarte, Alto Comissário das Nações Unidas para Assuntos de Desarmamento.
Haverá três painéis temáticos: Controle de Armas na América Latina e Caribe: Avanços e Desafios; Juventude, Raça/Etnia e Letalidade; e Gênero, Raça/Etnia e Violência Armada.
Seminário de Desarmamento, Controle de Armas e Prevenção à Violência
Data e horário: 12 de dezembro de 2011, às 10h
Local: Palácio Tiradentes – Plenário Barbosa Lima Sobrinho – Rua 1° de Março, S/N°, Praça XV/Centro, Rio de Janeiro.
Não é necessário se inscrever no evento para participar.

Confira a programação abaixo

10h – Cerimônia de Abertura:
  • Paulo Melo, Presidente da ALERJ
  • Jorge Chediek, Coordenador Residente do Sistema da ONU no Brasil
  • José Mariano Beltrame, Secretário de Segurança do Estado do Rio (a confirmar)
Convidado especial: Sérgio Queiroz Duarte, Alto Comissário da ONU para Assuntos de Desarmamento
  • Assunto: O Papel do Sistema Nações Unidas no Controle de Armas: A Relevância dos Mecanismos Internacionais

Painel I: O Controle de Armas na América Latina: Avanços e Desafios

  • Moderação: UNODC / PNUD
  • Horário: 11h
Antonio Rangel Bandeira, Viva Rio
  • Assunto: Análise Comparada: Avanços e Desafios para o Desarmamento no Brasil, no Mundo e na Região.
Luis Paulo Barreto, Secretário Executivo do Ministério da Justiça / Vice-Ministro da Justiça
  • Assunto: Política Nacional de Controle de Armas
Melina Risso, Instituto Sou da Paz
  • Assunto: Experiência do Plano Estadual de São Paulo
Júlio Cesar Purcena, Viva Rio
  • Assunto: Análise sobre o Processo da CPI das Armas
Perguntas por escrito

Painel II: Juventude, Raça/Etnia e Letalidade

  • Moderação: UNESCO / UNIC RIO
  • Horário: 12h15
Silvia Ramos, Coordenadora da Área de Minorias, Movimentos Sociais e Cidadania do Cesec
  • Assunto: Juventude, Raça/Etnia e Violência Armada
Casimira Benge, Chefe da área de Proteção do UNICEF
  • Assunto: O que nos diz o Índice de Homicídios de Adolescentes
Edson Cardoso, Assessor Especial da SEPPIR
  • Assunto: Plano Plurianual da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial
Perguntas por escrito
13h15 – Almoço

Painel III: Gênero, Raça/Etnia e Violência Armada

  • Moderação: ONU MULHERES / UNICEF
  • Horário: 14h30
Tatiana Moura, Diretora Executiva do PROMUNDO
  • Assunto: Enfrentamento à Violência Armada Contra as Mulheres
Cláudia Moraes, Capitã da Polícia Militar e Analista Criminal do Instituto de Segurança Pública (ISP/RJ)
  • Assunto: Letalidade de Mulher com Arma de Fogo
Jurema Werneck, médica e diretora da ONG CRIOLA
  • Assunto: Etnia e Raça na Violência Armada Contra as Mulheres

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

XVII Encontro da Confraria Reinações

Lançamento do Livro Royalties do Petróleo

CONVITE LANÇAMENTO LIVRO.jpg

Lançamento do Livro Artes, Artistas e Arteiros




Lançamento do livro "Artes, Artistas e  Arteiros"
de Orlando Mollica


O autor aponta uma maneira de contar histórias da arte de forma bem humorada, ágil e de fácil assimilação ao mais comum dos leitores estimulando a sensibilidade através da interação com os fatos e personagens da narrativa.
9 dez, 19h | Salão Nobre
Escola de Artes Visuais do Parque Lage-RJ 

Exposição Ivens Machado



Desde oengenheiro de fábulas”, retrospectiva que ocupou o Paço Imperial em 2001, o celebrado artista conceitual e escultor Ivens Machado não fazia uma grande exposição no Rio. O espaço da Casa França-Brasil, que classifica como “belíssimo”, atraiu e aguçou seu desejo de criar em amplitude.
Evangelina Seiler, presidente da Casa, convidou o artista para pensar essa grande exposição, que encerrará um ano bastante criativo e movimentado na instituição. – O conjunto da obra de Ivens Machado é muito importante na história da arte contemporânea brasileira. É um grande artista e temos a honra de recebê-lo aqui com essa mostra única.
Ivens concebeu para a mostra grandes ambientes com suas obras, todas sem título. – Criar um título, seria a meu ver uma nova obra, portanto minhas obras são assim, sem título – explica. A primeira delas é releitura de uma obra anterior, apresentada pelo artista na Bienal de São Paulo de 2004: apresenta grande quantidade de troncos de madeira (certificada e aprovada pelo Ibama para utilização na obra) em pilhas de alturas variáveis (entre 1,80 m e 2,20 m), numa disposição inédita, obtida com o auxílio de formas de alumínio posteriormente retiradas.
Pirâmides de terra de alturas variadas contemplam um pequeno aeromodelo de 70 cm, que paira sobre elas. – Essa obra tem uma novidade: a inserção do movimento, representado pelo aeromodelo. Isso não é muito comum no meu trabalho – conta Ivens.
Numa das salas laterais o público atravessará um ambiente opressivo, mesmo claustrofóbico, construído com caixas de papelão de todos os tamanhos e formatos – e, ao final do percurso, encontrará um trabalho inédito de videoarte, produzido para esta exposição. O protagonista é o próprio artista, que foge de uma perseguição por um personagem do seu imaginário. – Acabo apanhado, preso e fragilizado – revela.
A outra sala lateral é ocupada por painéis de azulejos em cuja superfície Ivens interfere, descontextualizando sua função.
A terra, as madeiras e as caixas de papelão utilizados na exposição de Ivens Machado, serão reaproveitados após o encerramento da mostra. A adequação das obras ao espaço da Casa França-Brasil e a supervisão da montagem contam com o suporte do arquiteto Pedro Rivera.
Tanto a organização dos troncos quanto os montes de terra e a composição de caixas de papelão propõem uma trajetória, um percurso para se chegar a algum lugar.
O catarinense Ivens Machado nasceu em Florianópolis em 1942. Autor de uma obra singular e consagrada, participou de várias bienais, com destaque para a de Paris, a do Mercosul e a de São Paulo. Desde o início, sua obra despertou grande interesse de galerias, museus, curadores e críticos de arte. Ivens Machado é também um dos pioneiros da videoarte no Brasil, ao lado de artistas como Anna Bella Geiger, Sonia Andrade e Letícia Parente.
Entre as suas mostras mais recentes estão Made in China (Luciana Brito Galeria, São Paulo, 2010), Encontros/Desencontros (Oi Futuro, Rio, 2008), Acumulações (Paço Imperial, Rio, 2007) e Quase escultura (Galeria Márcia Barrozo do Amaral, Rio, 2007). O engenheiro de fábulas percorreu, em 2001/2002, o Paço Imperial (Rio), a Pinacoteca do Estado (São Paulo), o Museu de Arte Contemporânea de Curitiba e o Museu Vale (Vitória).

Digital News Show. Feira de Jornalismo Digital 2011

Divulgação

O Rio de Janeiro será palco do primeiro evento direcionado às novas tecnologias usadas para fazer jornalismo nas plataformas digitais. A Digital News Show (DNS) será realizada em dezembro para um público de estudantes, profissionais, atuantes da área de jornalismo digital e interessados em tecnologia de modo geral. A abertura do evento será feita por Maurício Menezes, jornalista, humorista e criador do show Plantão de Notícias. A DNS acontecerá nos dias 10 e 11 de dezembro no Centro de Convenções SulAmérica, no centro do Rio.
Estandes de grandes grupos jornalísticos e de empresas que desenvolvem soluções de interesse da indústria do jornalismo digital estarão no evento para mostrar o que há de mais inovador nesse meio. Realidade aumentada, aplicativos móveis, infográficos interativos, QR codes, edições digitais e sistemas de publicação são alguns dos atrativos que serão expostos.

"A Digital News Show é fruto de um ano de pesquisa de mercado. O formato de feira, além de ser algo que fará bem ao cenário e à indústria do jornalismo digital, será um parque interativo para o público e, inclusive, irá possibilitar rodadas de negócios entre os veículos e os fornecedores de soluções tecnológicas", afirma Mario Lima Cavalcanti, diretor executivo do portal Jornalistas da Web e organizador da Digital News Show.

INTERAÇÃO E PAINÉIS DE DEBATES

O visitante poderá interagir com as tecnologias mostradas pelos expositores e, nos dois dias do evento, poderá adquirir equipamentos como tablets, smartphones, e-readers e câmeras digitais por preços atraentes. O público conhecerá também a história do desenvolvimento da internet em todo o mundo, com toda sua evolução e os acontecimentos mais marcantes.
Durante os dois dias de feira, serão realizados painéis de debates com temáticas ligadas ao jornalismo digital. Um dos painéis confirmados é "A força dos Podcasts", com Eduardo Spohr - autor do best-seller "A Batalha do Apocalipse" e participante do Nerdcast, o podcast do site Jovem Nerd - e Gustavo Guanabara - editor do podcast de tecnologia Guanacast. O painel terá mediação de Nick Ellis, editor-chefe do site de tecnologia TechTudo, da Globo.com.


A feira conta com o apoio da Associação Brasileira das Agências Digitais (ABRADi), da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), da Arteccom e da Revista Wide, da Faculdade CCAA, do portal Webinsider e da Rede JorTec. Os estandes já podem ser reservados pelos expositores e os ingressos começarão a ser vendidos em breve no site oficial. JW.

Festival Cultural digital BR 2011



O Festival CulturaDigital.Br é um evento de alcance internacional que promove um intercâmbio de ideias entre os agentes da cultura digital nacional e de outros países.

Reúne arte, tecnologia, política pública e cultura livre, tendo por objetivo debater questões relevantes da conjuntura nacional e global através de palestras, encontros, laboratórios e performances artísticas.

O evento chega a sua terceira edição em 2011 em um momento marcado pela apropriação das tecnologias por jovens realizadores que vêm estremecer antigos conceitos.

Local

MAM, Cine Odeon
Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro - Av Infante Dom Henrique 85, Parque do Flamengo / Odeon Petrobras - Praça Floriano, 7 – Centro, RJ

Programação do Evento

Veja a programação completa aqui

Footecon 2011



Além do técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, a oitava edição do Footecon tem confirmada a participação de treinadores de renome como Carlos Alberto Parreira, Tite, Nei Franco, Dorival Júnior, Jorginho, Antônio Lopes, Joel Santana, entre outros. Washington Olivetto também será palestrante no painel sobre marketing e comunicação no esporte.

As atrações internacionais já confirmadas são Jürgen Klinsmann, técnico dos Estados Unidos, Jordi Mestre, diretor técnico do CT La Masia, do Barcelona, e o árbitro colombiano Oscar Ruiz, considerado um dos melhores do quadro da FIFA e que participará do fórum de arbitragem mediado por Arnaldo Cesar Coelho.

O evento será realizado nos dias 06 e 07 de dezembro, no Copacabana Palace, de 9h às 19:30h.

Quinto Salão do Livro

Entre os dias 01 e 03 de Dezembro, foi realizado o 5º Salão do Livro das Escolas Estaduais, promovido pela Secretaria de Estado de Educação, no Centro de Convenções SulAmérica, no Centro do Rio. Neste ano, foram 124 estandes, com 206 selos de editoras, montados para atender as unidades escolares, que irão receber uma verba especial de oito milhões, para uso exclusivo nos três dias de evento.
Os títulos expostos foram vendidos com descontos de 30% sobre o preço de capa (catálogo). Além disso, o público, formado por coordenadores, diretores, professores e alunos, poderá participar de diversas apresentações e atividades culturais.
O Salão do Livro visa desenvolver o gosto pela literatura dos alunos e dar suporte à formação docente e ao trabalho pedagógico, estimulando ações promotoras de leitura desenvolvidas por todos os membros das unidades. Desde a inauguração da primeira edição do evento, em dezembro de 2007, os 1.457 colégios estaduais tiveram a oportunidade também de abastecer as prateleiras de suas bibliotecas com clássicos da literatura.
O Centro de Convenções SulAmérica fica na Av. Paulo de Frontin, esquina com Av. Presidente Vargas, no Estácio, Zona Norte do Rio de Janeiro. O espaço estará aberto das 9h às 18h e a programação será exclusiva para a rede pública estadual.