FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Exposição Álbuns de Família




A exposição “Álbuns de Família: a vida privada no acervo do CPDOC”, realizada pelo centro com apoio do Credit Suisse. A exposição traz arquivos fotográficos da vida privada de homens públicos que atuaram no cenário político brasileiro pós-30, divulgando um material pouco explorado não apenas pelo CPDOC, mas também pelos usuários dos arquivos. “Por estar centrado em arquivos pessoais, o acervo contém um rico material de registro da vida privada de seus titulares, e esse foi o foco desta exposição”, conta Regina da Luz Moreira, curadora da exposição junto com a professora Mônica Almeida Kornis.

Segundo Regina, um dos objetivos da mostra é valorizar a discussão da dimensão da vida privada na História, que já há algumas décadas é privilegiada pela historiografia. “Isso sem esquecer a própria vocação da fotografia que, desde o século XIX, registra poses de pessoas individualmente e em família”, explica. Ela lembra também que o foco das mostras e publicações dos arquivos do CPDOC vem sendo os registros fotográficos de natureza política, mesmo nos casos em que tiveram uma dimensão mais biográfica, como nas exposições em torno de Getúlio Vargas, Oswaldo Aranha ou ainda Anísio Teixeira.

O acervo fotográfico do CPDOC começou com a própria criação do centro em 1973, tendo como uma de suas propostas básicas a reunião, preservação e divulgação de fontes documentais relativas à história contemporânea do Brasil. “Se de início o acervo era integrado basicamente por arquivos de ministros e colaboradores de Getúlio Vargas, com o tempo o arco veio se ampliou”, diz Regina. Hoje o CPDOC conta em seu acervo com arquivos mais contemporâneos como os de Ernesto Geisel, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, Lysâneas Maciel, Herbert de Souza (o Betinho) e, mais recentemente, com os de Renato Archer, Paulo Egydio Martins, Luiz Felipe Lampreia, Rubens Barbosa e do ministro Celso Amorim.

A  exposição “Álbuns de Família: a vida privada no acervo do CPDOC”  é  no Espaço Cultural FGV, que fica na Rua da Candelária nº 6, centro do Rio de Janeiro. A exposição ficará aberta ao público dos dias 22 de novembro a 2 de janeiro de 2012. A visitação acontece de segunda a sexta, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 17h. A entrada é gratuita.

Exposição Alexandre Mazza-Em Cada Gota Há Um Arco-Íris



No dia 2 de fevereiro, na galeria Luciana Caravello Arte Contemporânea, acontece a primeira exposição individual do artista plástico Alexandre Mazza.
São vinte e cinco trabalhos que vão ocupar todo espaço exclusivo da galeria em Ipanema.






A série de obras “Metamorfose – Borboletas”, em que utiliza acrílico e borboletas reais, devidamente autorizadas pelo IBAMA, “por simbolizarem a incrível metamorfose da lagarta, passando de um casulo feio para uma beleza exuberante”. O processo de transformação é uma das questões trabalhadas na exposição. “A superação, a transformação, o lidar com os obstáculos, as escolhas diárias, tudo isso faz parte da vida das pessoas, e aqui refletem minhas proprias mudanças e a de meu trabalho”, explica Mazza. Em cada obra desta série o artista colocou dois cristais Swarovski.

Galeria Luciana Caravello: Rua Barão de Jaguaripe, 387 – Ipanema
Rio de Janeiro – RJ – 22421-000

Museu de Artes e Ofícios de BH

MUSEU DE ARTES E OFÍCIOS

O Museu de Artes e Ofícios – MAO – é um espaço cultural que abriga e difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios do Brasil. Um lugar de encontro do trabalhador consigo mesmo, com sua história e com o seu tempo. Iniciativa do Instituto Cultural Flávio Gutierrez – ICFG, em parceria com o Ministério da Cultura e a CBTU, Companhia Brasileira de Trens Urbanos, o MAO preserva objetos, instrumentos e utensílios de trabalho do período pré-industrial brasileiro.
Criado a partir da doação ao patrimônio público de mais de duas mil peças pela colecionadora e empreendedora cultural Angela Gutierrez, o MAO revela a riqueza da produção popular, os fazeres, os ofícios e as artes que deram origem a algumas das profissões contemporâneas.
O MAO está instalado na Estação Central de Belo Horizonte, por onde transitam milhares de pessoas diariamente. É assim, um espaço coerente com a natureza da coleção, bem próximo ao trabalhador. Para abrigar o Museu foram restaurados dois prédios antigos , de rara beleza arquitetônica, tombados pelo patrimônio público. A sua implantação incluiu ainda a recuperação, pela Prefeitura de Belo Horizonte, da Praça da Estação, marco inaugural da cidade, que, cada vez mais, se consolida como espaço destinado a eventos e manifestações culturais.

A criação da Praça da Estação coincide com a fundação de Belo Horizonte no final do século XIX. Antes mesmo da inauguração da capital, a região nas proximidades da Estação já apresentava quarteirões em formação, com restaurantes e edificações novas atraindo ao local um movimento regular de transeuntes.
A Estação Central era, desde os tempos inaugurais da nova capital, uma importante referência urbana. Constituía-se o pórtico da cidade, o lugar de recepção e despedida das pessoas que vinham conhecer as inovadoras obras arquitetônicas e urbanísticas que estavam sendo construídas no interior do país.

Com a implantação do Museu de Artes e Ofícios, a Praça da Estação avança no sentido de sua complementação, contribuindo para o processo de revitalização de toda a região central da cidade, já consolidada como um pólo cultural.
Praça Rui Barbosa s/n Centro 30160-000 Belo Horizonte MG
[31] 3248 8600

Palestra com Michael Asbury na Exposição Franz Weissmann-A síntese e a Lírica Construtiva

 

Na próxima quinta-feira, dia 2 de fevereiro, às 18h30, o historiador de arte, crítico e curador Michael Asbury fará uma palestra na exposição “Franz Weissmann – A síntese e a lírica construtiva”, no Centro de Arte Helio Oiticica. A entrada é franca. A exposição pode ser vista até o dia 12 de fevereiro de 2012 e traz 50 obras do artista que cobrem sua trajetória a partir de três pontos definidos pelo curador Marcus de Lontra Costa: seu interesse pelo espaço urbano, sua pesquisa pelas formas geométricas, e seu método construtivo. 
A mostra integra as comemorações de centenário do artista nascido em 2011, em Knittelfeld, Áustria, e falecido em 2005, no Rio. “Weissmann foi o mais completo artista construtivo brasileiro”, afirma Marcus de Lontra Costa, que reuniu esculturas, maquetes e protótipos pertencentes ao acervo do Instituto Franz Weissmann. A exposição traz ainda uma mesa multimídia interativa onde o público poderá visualizar as obras do artista instaladas em espaços públicos.


Serviço: Palestra com Michael Asbury na exposição “Franz Weissmann – A síntese e a lírica construtiva”
Dia 2 de fevereiro de 2012, às 18h30
Exposição: até 12 de fevereiro de 2012
Centro de Artes Helio Oiticica
Rua Luís de Camões, 68.
(21) 2232.4213
Segunda a Sexta, das 12h às 20h

Sábado e Domingo, das 11h às 17h

Curadoria: Marcus de Lontra Costa
Todas as obras da mostra pertencem ao acervo do Instituto Franz Weissmann

Exposição Vivendo no Vermelho



Exposição Retratos e Carnavais


O fotógrafo Eduardo Dias da Rocha retrata, com exposição, uma das festas mais populares do planeta, o carnaval, de uma forma bem diferente: são 41 fotos - em preto e branco, e em cor – que mostram muito além da alegria dos quatro dias de folia e integram a expo “Retratos e Carnavais”.

Foliões do Rio, Recife e Veneza, entre outras cidades, são revelados pela lente atenta do fotógrafo. “Procurei focar em retratos que mostram a representação simbólica de cada folião no contexto da festa, através de um olhar, um gesto ou uma postura”, conta o fotógrafo que tem 15 fotos no acervo do Museu Rodin em Paris, foi premiado no concurso internacional de fotografia AGFA/Unesco e já expôs no Festival de Fotografia de Montecchio Emilia, na Itália. As fotografias de “Retratos e Carnavais” foram realizadas em diferentes carnavais ao longo de 20 anos.
A exposição abre – para convidados – nesta terça, 31, às 17h, e dia 1 de fevereiro abre para visitação do público, sempre a partir das 9h, no Espaço Cultural do Banco Central no, Centro do Rio de Janeiro.

Prêmio Greenbest 2012

Cariocas no prêmio Greenbest



A votação para o prêmio Greenbest, que premia produtos com características sustentáveis começou. A primeira etapa do prêmio, a escolha do TOP 10 em cada categoria, já aconteceu. Agora, a votação está aberta. E todo mundo pode participar até 13 de março para definir o TOP 3. 
Basta entrar no www.greenbest.com.br, se cadastrar e votar. Em 27 de março, começa nova etapa de votação popular, que vai até 24 de abril, e aí sim serão escolhidos os vencedores. Paralelamente a isso, um júri formado por especialistas em sustentabilidade e meio ambiente também vai eleger seus favoritos. 
Assim, cada categoria terá dois vencedores, que serão divulgados em 15 de maio. A Doïz Design, de Zanini de Zanine, e o atelier Lá na Ladeira, das irmãs Joana e Julia, estão entre os concorrentes na categoria Mobiliário. Vale dar uma olhada nos concorrentes e escolher seus favoritos.

Exposição O Máximo Silêncio em Paris

 
 
A forte chuva que caiu na última sexta-feira, dia 27 de janeiro, não afastou o público que foi conferir a inauguração da instalação “Máximo Silêncio em Paris”, do artista italiano Giancarlo Neri, na Praça Paris, no bairro da Glória, no Rio de Janeiro. A obra foi acesa pontualmente às 20h e emocionou os presentes. Composta de cerca de 9 mil globos luminosos, que mudam de cor, a instalação é ligada ao anoitecer e fica acesa até meia-noite.
Os globos acendem em ciclo de cores – azul, vermelho, amarelo e verde. Depois de alguns minutos, perdem sua sincronia. Essa descontinuidade luminosa resulta em um efeito multicolorido com pulsações diferentes. Em seguida, o processo se reinicia. “Não há nada computadorizado. Uso materiais simples, próximos ao kitsch, como esses globos chineses de jardim”, ressalta o artista.
Massimo Silenzio foi criada para o Circo Massimo em Roma por ocasião da Notte Bianca 2007, onde foi visitada por cerca de 300 mil pessoas em cinco dias. Em seguida, a instalação foi apresentada em Madri (Noche en Blanco 2008) e em Dubai (Dubai World Cup 2009). Chega ao Rio de Janeiro no programa de arte pública do Oi Futuro. “Em cada local, é uma situação diferente. A obra interage diretamente com o espaço”, observa o artista.

Exposição Arquitetura Brasileira-O Coração da Cidade-A invenção do Espaço da Convivência

 


Entre os dias 2 de fevereiro e 18 de março, a Galeria Genesco Murta, no Palácio das Artes, recebe a exposição Arquitetura Brasileira – O Coração da Cidade – a invenção do espaço de convivência. Com curadoria do arquiteto e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo/USP, Julio Katinsky, a exposição representa o segundo momento do programa Arquitetura Brasileira, iniciativa do Instituto Tomie Ohtake que, desde a sua fundação, contempla a arquitetura, ao lado das artes plásticas e do design, e é o único espaço no Brasil especialmente concebido e projetado para realizar mostras nessas três vertentes.

A exposição, que reúne cerca de 115 projetos, é composta por fotos, maquetes, desenhos originais, projeções, reproduções e plantas, e reafirma a parceria consolidada entre a
Fundação Clóvis Salgado e o Instituto Tomie Ohtake, presente no Palácio das Artes, nos últimos anos, em exposições visitadas por mais de 60 mil pessoas.

O Coração da Cidade – a invenção do espaço de convivência traz uma reflexão sobre o espaço de convivência como proposta da arquitetura moderna brasileira para a democratização social, apresentando a formação do Brasil e sua cultura contemporânea e as contribuições modernas estrangeiras na arquitetura brasileira.

Serviço
Evento:
Arquitetura Brasileira – O Coração da Cidade – a invenção do espaço de convivênciaData: 2 de fevereiro a 18 de março
Local: Galeria Genesco Murta
Horário: terça a sábado: das 9h30 às 21h; domingo: das 16h às 21h
Entrada gratuita
Informações: (31) 3236-7400

Belo Horizonte Restaurante Week 2012


PERÍODO
DE 06/02/2012 a 19/02/2012



Restaurant Week BH 2012

Belo Horizonte recebe, pela quarta vez, o festival gastronômico Restaurant Week. O projeto, que já é sucesso entre os amantes da boa mesa, volta com o objetivo de democratizar o acesso à alta gastronomia.

Durante 14 dias, de 06 a 19 de fevereiro de 2012, 58 restaurantes irão oferecer menus criados para o evento com preço único de R$ 31,90 para o almoço e R$ 43,90 para o jantar. Os valores incluem entrada, prato principal e sobremesa.

Neste ano, 18 casas são estreantes e a expectativa dos organizadores é de que 40 mil menus sejam vendidos.

Confira abaixo os restaurantes que fazem parte da programação. Para saber mais sobre o evento, acesse o site oficial do festival

2011 RestauranteJantarAh! BonJantar
Ah! Bon Café BH ShoppingJantarAh! Bon Café DiamondJantar
Ah! Con Café PátioJantarAlegria de Comer BemAlmoçoJantar
Antica TrattoriaAlmoçoJantarBadejoJantar
BaianeraJantarBangkokJantar
BarolioJantarBenvindoAlmoçoJantar
Bistrô Café SagradoAlmoçoJantarBistrô da MatildaJantar
Bistrô PhysalisJantarBodega 361Jantar
Café do MuseuAlmoçoCantina do LucasJantar
Cantina PiacenzaAlmoçoJantarCasa dos ContosAlmoçoJantar
Casa InfinitaAlmoçoJantarChez AlineJantar
Cineccità EntretenimentoCopaJantar
D'ArtagnanJantarDes AmisJantar
Djalma Mercearia GourmetD'IstintoAlmoçoJantar
Duke 'n' DukeAlmoçoFícusJantar
Flores RestauranteJantarHaus MuchenJantar
HermengardaJantarInka SionAlmoçoJantar
Inka LuxemburgoAlmoçoJantarLa Pasta GiallaAlmoçoJantar
L'AstigianoJantarL'EntrecôteAlmoçoJantar
MaharajAlmoçoJantarMaricáAlmoçoJantar
Maurízio GalloAlmoçoJantarMerlinAlmoço
Mes AmisOak Wine BarAlmoçoJantar
Osteria Degli AngeliJantarOutono 81Jantar
Pichita LannaJantarPiu Pizza & BirraAlmoçoJantar
Primeli BistrôJantarProvíncia di SalernoAlmoçoJantar
SaatoreAlmoçoJantarSanta Shopia AlmoçoJantar
Topo do MundoJantarVerano GourmetAlmoçoJantar
Verde GaioJantarVero RestauranteJantar
VitelosJantar